Factores de produção

A Cooperativa comercializa diversos factores de produção necessários às explorações agrícolas e pecuárias, desenvolvendo parcerias comerciais e técnicas com diversas empresas de forma a disponibilizar uma vasta gama de produtos aos seus cooperadores, nas melhores condições de preço, prazo de entrega e aplicabilidade.

 

Entre os vários factores de produção destacamos os Olivicultura, CereaisFertilizantesProdutos Fitofarmacêuticos entre outros.

Olivicultura

A Secção de Olivicultura tem por objectivo a transformação industrial da azeitona entregue pelos seus cooperadores, procedendo à comercialização do azeite, de forma a maximizar a remuneração das Produções de Azeitona, a níveis competitivos e atempadamente.

 

   

 

 

Apoio técnico aos olivicultores

Com o objectivo estratégico de aumentar as produções dos olivais dos Cooperadores e, ao mesmo tempo, diminuir os custos de produção, a Cooperativa desenvolveu um extenso programa de apoio técnico.

 

Este programa envolveu várias sessões técnicas e práticas sobre as temáticas mais importantes para o sector. 

 

Por solicitação dos Cooperadores, é prestado atempadamente apoio técnico periódico ás suas explorações olivícolas sobre podas, cálculos de dotação de rega, fertilização, aplicação de herbicidas, tratamento fitossanitário e apoio no diagnóstico de diversos problemas e as suas resoluções. 

Em complemento, na sua área de abrangência estão instalados alguns postos de monitorização das principais pragas que atacam os olivais: mosca da azeitona, traça da oliveira, Euzophera pinguiis e Margaronia, com o objectivo de acompanhar as curvas de voo das pragas e conhecer a sua incidência na região, garantindo a eficácia e a oportunidade dos tratamentos fitossanitários, quando aconselhados. 

A informação aos cooperadores sobre os vários tratamentos a realizar é efectuada através de um serviço de SMS, que nos possibilita poder transmitir em tempo útil as práticas aconselhadas e, simultaneamente, os avisos são disponibilizados na página Web da Cooperativa e nos vários postos de atendimento.

Estabelecemos, ainda, um protocolo com o Laboratório Químico Agrícola Rebelo da Silva para as análises foliares, de solo e de água de rega que nos permitem avaliar o estado nutritivo dos olivais, detectando possíveis carências condicionantes da produção de azeitona. Estas análises servem de suporte a futuros cálculos de fertirrigação

 

Em 2003 a Cooperativa aderiu à União dos Agrupamentos de Defesa Sanitária (ADS).

 

Esta União é composta por 11 agrupamentos que representam todo o Alentejo e tem contribuído para a defesa dos interesses dos seus Cooperadores, na atribuição das subvenções aos Planos de Erradicação de Doenças.

 

Em 2008, a União dos ADS do Alentejo foi convidada a participar como observadora na Federação Europeia para a Segurança Alimentar e Segurança Sanitária (FESASS), com vista à sua futura representação numa estrutura europeia e finalmente em 2011, passou a ser membro integrante desta organização.

 

As actividades que desenvolve são:

• Cumprimento do Programa Sanitário Anual, obedecendo a um protocolo de execução de profilaxia médica e sanitária sobre os efectivos pecuários dos cooperadores, formalizado entre a Direcção Geral de Veterinária e o ADS.

• Aquisição conjunta de medicamentos.

 

 

Cereais

A Secção de Cereais e Oleaginosas faz a concentração da oferta das produções dos Cooperadores, procedendo à comercialização por grosso destes produtos agrícolas, com as vantagens económicas que decorrem do facto de ser uma única entidade a negociar com os eventuais compradores, em vez da negociação ser efectuada individualmente por cada um dos sócios que produzem cereais e/ou oleaginosas. 

 

A Cooperativa utiliza as antigas instalações da EPAC, ao abrigo de um protocolo com o IFAP, constituídas por silos verticais com uma capacidade total de armazenamento de 9.400 toneladas, respectivamente 5 silos de 200 toneladas e 12 silos de 700 toneladas.

Fertilizantes líquidos para fertirrigação

Os fertilizantes líquidos são fabricados de forma a poderem ser aplicados via fertirrigação. São comercializadas formulações adaptadas aos diferentes estados fenológicos das culturas.

Além das várias formulações disponíveis, é ainda possível fabricar formulações “a pedido”, adaptadas a situações agronómicas específicas. A entrega dos fertilizantes líquidos é feita directamente nas explorações dos nossos cooperadores na quantidade mínima de 3000 litros.

 

Fornecedores:

• GAT – Fertiliquidos - www.gatfertiliquidos.com/

• Deiba - www.adubosdeiba.com/

 

 

Fitofarmacêuticos

Através de parcerias comerciais com várias empresas fabricantes de produtos fitofarmacêuticos, a Cooperativa comercializa uma ampla gama de produtos destinados ao controlo de pragas e doenças que ocasionalmente atacam as culturas.

Para isso dispõe de quatro lojas devidamente autorizadas para a venda destes produtos - Amareleja, Barrancos, Moura e Póvoa de São Miguel.

As exigências ao nível da condicionalidade e da higiene e segurança no trabalho relativas à utilização dos produtos fitofarmacêuticos pelos utilizadores finais obrigam a determinados procedimentos, tais como:

• condições especiais para a sua armazenagem;

• entrega das embalagens vazias em locais autorizados pela Valorfito (Cooperativa);

• obrigatoriedade do registo dos produtos aplicados (por finalidade, por dose ou por   concentração e por data de aplicação);

• nº de autorização de venda.

Contacto
Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos
(Santo Agostinho e São João Baptista e Santo Amador)
Moura - Olivicultura e Cerais


A qualidade de ser um produto 100% natural.

Rua Forças Armadas 9
7860-034 MOURA
( Santo Agostinho e São João Baptista e Santo Amador )
285 250 720
285 251 631